Entre 2.8 e 2.5 bilhões de anos atrás, as primeiras formas de vida na Terra começavam a se desenvolver no mar e a transformar as condições da atmosfera. O oxigênio, que antes estava indisponível, passou a ser fornecido pelas cianobactérias através da fotossíntese.

Esse oxigênio recém-chegado ao planeta reagiu com as grandes quantidades de ferro presentes na água do mar, que eram liberados pela intensa atividade de vulcões submarinos existentes. 

O óxido de ferro formado ia para o assoalho oceânico, dando origem a camadas ricas em ferro. Quando a quantidade de oxigênio ou ferro disponível diminuía, essas

reações cessavam, sendo depositadas camadas de sílica sobrepostas as de óxidos de ferro.

A repetição desse ciclo dá origem ao que vemos hoje nas belas chapas do Bronzite. Este, depois de formado, passou por vários eventos geológicos, acompanhando toda a formação da Terra tal qual a conhecemos hoje. Os minerais de ferro e as camadas de quartzo presentes no Bronzite são os responsáveis pela sua alta dureza e cores avermelhadas, por muitas vezes vivas e brilhantes.

O Quartzito Bronzite é a prova natural de um dos marcos mais importantes da história do nosso planeta.

O quartzito Bronzite possui amplo espectro de aplicações devido à baixa absorção e a composição rica em quartzo, que confere elevada dureza.

PISOS INTERNOS

PAREDES INTERNAS

FACHADAS

BANCADAS DE COZINHA

TAMPOS DE MESA

BANHEIROS

REVESTIMENTO DE LAREIRAS

POLIDO

ESCOVADO

FLAMEADO

RIPADO

A caracterização tecnológica corresponde a um conjunto de ensaios que determinam as propriedades das rochas em ambiente de laboratório e são fundamentais para estabelecer os parâmetros tecnológicos dos materiais com a finalidade de indicar suas possibilidades de aplicação para diferentes projetos.

ANÁLISE PETROGRÁFICA
ABNT NBR 15845-1

Consiste na classificação da rocha por meio da descrição macroscópica e microscópica de suas características, tais como composição mineralógica, alteração, deformação e padrão de microfissuramento.

DENSIDADE
APARENTE (kg/m3)
ABNT NBR 15845-2

Relação entre a massa e o volume aparente da rocha. Fornece o peso da rocha, sendo um importante parâmetro para o cálculo de cargas em edificações.

ABSORÇÃO D'ÁGUA ( % )
ABNT NBR 15845-2

É a capacidade de assimilação ou incorporação de água pela rocha, expressa em percentual.

POROSIDADE APARENTE (%)
ABNT NBR 15845-2

É a relação entre o volume de vazios e o volume total da rocha expressa em percentual.

RESISTÊNCIA
À COMPRESSÃO (MPa)
ABNT NBR 15845-5

Tensão que provoca a ruptura da rocha quando submetida a esforços compressivos.

RESISTÊNCIA
À ABRASÃO (mm/m)
ABNT NBR 12042
ASTM C241

Determina o índice de desgaste por atrito de partícula com a superfície de uma placa de rocha.

RESISTÊNCIA
À FLEXÃO (MPa)
ABNT NBR 15845-7

Simula esforços flexores em placas de rocha, com espessura predeterminada. No caso simulando efeito do vento em placas fixadas em fachadas com ancoragens metálicas.

RESISTÊNCIA AO
MANCHAMENTO
ABNT NBR ISO 10545-14

Estabelece, sob o ponto de vista estético, a ação deletéria de agentes manchantes selecionados, de uso cotidiano doméstico e/ou comercial , quando acidentalmente em contato com a rocha.

O quartzito Bronzite é uma rocha 100% natural. Suas propriedades refletem as condições do ambiente de formação de milhões de anos atrás.
O sucesso na especificação depende do conhecimento dessas propriedades combinado ao desempenho que o ambiente de aplicação irá exigir.

ANÁLISE PETROGRÁFICA
ABNT NBR 15845-1

Formação
Ferrífera Bandada
Quartzo microcristalino
cristalino (5 5 %),
Magnetita a (1 5 %),
Goetita (1 5 %) Hematita
(1 2 %), Gr u n er it a (3 %)

DENSIDADE
APARENTE (kg/m3)
ABNT NBR 15845-2

3 2 8 7

ABSORÇÃO D'ÁGUA ( % )
ABNT NBR 15845-2

0 , 1 4

POROSIDADE APARENTE (%)
ABNT NBR 15845-2

0 , 4 4

RESISTÊNCIA
À COMPRESSÃO (MPa)
ABNT NBR 15845-5

2 2 9 , 4 3

RESISTÊNCIA
À ABRASÃO (mm/m)
ABNT NBR 12042
ASTM C241

1 4 9 , 4 9

RESISTÊNCIA
À FLEXÃO (MPa)
ABNT NBR 15845-7

4 5 , 7 0

RESISTÊNCIA AO
MANCHAMENTO
ABNT NBR ISO 10545-14

A LTA

Para manter a vivacidade e conservação da sua rocha natural, é necessário que alguns cuidados sejam tomados periodicamente, além de proporcionar uma vida útil ao seu revestimento.

Recomendamos os seguintes cuidados básicos:

APLICAÇÃO PERIÓDICA DE HIDRORREPELENTES

Uma vez a cada 12 meses para áreas de uso esporádico.
Uma vez a cada 6 meses para áreas de uso intenso.

LIMPEZA DIÁRIA

Apenas detergentes neutros ou específicos para rochas naturais.
Recomenda-se o Basic Cleaner da Akemi e o Lem 3 da Bellinzoni.

CONTATO ACIDENTAL COM SUBST NCIA AS MANCHANTES

Nunca deixe substâncias manchantes por longos períodos sobre a superfície da
rocha. Absorva imediatamente com papel toalha e limpe a área com água e detergente neutro.

Newsletter Inscreva-se para ficar por dentro